2 minutos Bateu, levou, já era. Uma fala mal dita pode se tornar maldita num segundo. Basta deixar de colocar o filtro do amor que as palavras podem azedar um relacionamento. E como controlar um comportamento impulsivo? Como administrar uma situação crítica, em que os ânimos estão a flor da pele e às vezes parece impossível pensar duas vezes antes de abrir a boca? É importante refletir sobre a intenção positiva da reação. Talvez seja não perder a discussão, não se sentir acuado ou Continue lendo

1 minuto Num encontro de profissionais de Recursos Humanos eu ouvi uma frase que eu nunca esqueci: normalmente contratamos pessoas pelos pontos positivos relacionados às competências técnicas e as dispensamos pela falta de desenvolvimento das competências comportamentais. Ou seja, a pessoa se prepara profissionalmente e se esquece de se aprimorar pessoalmente. E como nós somos um só, as coisas se misturam, a balança fica desregulada, pende pra um lado só….falta harmonia. Até ‘cair a ficha’ de que esse desenvolvimento passa pelo autoconhecimento, muita gente Continue lendo

1 minuto A rede social que mais conecta pessoas em todo o mundo é o veículo de transmissão dos podcasts sobre Comunicação Pessoal, produzidos pela Coach Aurea Regina de Sá, desde fevereiro de 2015. Com a intenção de ajudar cada vez mais pessoas a se comunicarem de forma excelente para terem benefícios na vida pessoal e profissional, Aurea criou o arquivo em áudio que é enviado pelo Whatsapp e já atinge 3 mil pessoas em todo o Brasil e também em Angola. A profissional, Continue lendo

3 minutos ‘Para bom entendedor, meia palavra basta’ pode ser uma crença equivocada. Para entender claramente o que esse ditado popular significa, vamos dividir a frase e provocar alguns questionamentos: 1. PARA BOM ENTENDEDOR: – O que é ser bom entendedor? – Que nível de conhecimento o meu interlocutor deve ter para que eu o julgue um bom entendedor? – Que nível de rapidez eu espero desse tal bom entendedor? 2. MEIA PALAVRA BASTA: – Por que só meia palavra? – Essa meia palavra Continue lendo

2 minutos Palpitação, suor e até formigamento nas mãos podem indicar nervosismo extremo quando vivemos uma situação pouco familiar ou até constrangedora. A exposição ao público pode ser interpretada para alguns como uma experiência tão repugnante como se estivesse num beco sem saída ou um labirinto. Mas por que alguns falam em público tão bem e gostam de se expor e outros evitam essas chances? Eu confesso que entendo bem quem sente nervosismo quando fala em público, porque eu também já senti isso. Até Continue lendo

2 minutos Quando você se comunica, por acaso leva em conta o ponto de vista do outro? É muito comum que as pessoas prestem mais atenção no que elas têm pra dizer do que no que outro gostaria de ouvir. É claro que em muitas situações não dá pra saber exatamente o que o outro deseja, mas pelo menos tentar perceber isso é uma estratégia, digamos, muito valiosa. E você pode notar qual é a expectativa do seu interlocutor, enquanto o processo da comunicação Continue lendo

3 minutos João está errado. Eu é que estou certa. É dura essa conclusão, não é mesmo? Quando eu penso dessa maneira, coloco uma barreira na minha relação com o outro, porque não me permito ouvir o que ele pensa, aprender com o que ele acredita e me mantenho no alto do pedestal, que até parece ser mais elevado do que o de qualquer pessoa. Distância, rejeição e falta de flexibilidade é o que eu manifesto com um comportamento desses. Quando eu penso que Continue lendo

3 minutos Todo mundo gosta de uma boa história. Não uma história muito longa, enfadonha, mas algo que te faça viajar. Histórias são viagens, pequenas escapadas que nos fazem entrar no mundo do outro e imaginar a realidade dele. Você pode não ter estado lá, pode não ter vivido a mesma situação, mas se o contador for bom, ele te leva com ele. Nem sempre dá pra saber se a história é real ou criação. Mas lá pelas tantas, no meio da contação, quem Continue lendo