3 minutos João está errado. Eu é que estou certa. É dura essa conclusão, não é mesmo? Quando eu penso dessa maneira, coloco uma barreira na minha relação com o outro, porque não me permito ouvir o que ele pensa, aprender com o que ele acredita e me mantenho no alto do pedestal, que até parece ser mais elevado do que o de qualquer pessoa. Distância, rejeição e falta de flexibilidade é o que eu manifesto com um comportamento desses. Quando eu penso que Continue lendo

3 minutos Todo mundo gosta de uma boa história. Não uma história muito longa, enfadonha, mas algo que te faça viajar. Histórias são viagens, pequenas escapadas que nos fazem entrar no mundo do outro e imaginar a realidade dele. Você pode não ter estado lá, pode não ter vivido a mesma situação, mas se o contador for bom, ele te leva com ele. Nem sempre dá pra saber se a história é real ou criação. Mas lá pelas tantas, no meio da contação, quem Continue lendo

2 minutos Você sabe convencer alguém em apenas 90 segundos? Não me refiro à mágica, mas sobre como usar o melhor que você tem para transmitir uma primeira impressão vendedora. Segundo o empresário canadenese e mestre em programação neurolinguística, Nicholas Boothman, autor do livro ‘Como convencer alguém em 90 segundos’, existem 3 passos simples para alcançar o nível de convencimento em uma interação pessoal ou comercial. Permaneça no topo da lista. Isso significa estar na memória do cliente quando ele tiver o desejo de Continue lendo

2 minutos Se você mantém os ouvidos fechados para o outro, como poderá compreendê-lo? O fato de saber que o outro está falando não significa que sua atenção está direcionada a ele, que seu foco está diretamente na outra pessoa. Escutar é uma coisa, ouvir é outra. Ouvir tem relação com os sentidos da audição; é físico. Você ouve um som ou não. Mas só ouve; é uma ação passiva. Você não exatamente está querendo captar aquele som. Ele entra nos seus ouvidos involuntariamente. Continue lendo

4 minutos Você já sentiu frio na barriga numa apresentação em público? Quem não sentiu? A sensação de estar exposto, a expectativa sobre a aceitação da plateia e a preocupação de que tudo dê certo contribuem para aumentar essa ansiedade. Posso ser sincera? O que você sente é normal. Todo profissional que tem juízo sente a mesma coisa. Mas você acha que a sua ansiedade é maior que a dos outros? Eu entendo você, acredite! É como se a boca secasse, o coração parecesse Continue lendo