Media Training e Comunicação Pessoal | Aurea Regina de Sá

Pra onde olhar na hora da entrevista?

Entenda por que olhar para a câmera é falta de respeito com o jornalista.

Esse é o ponto mais polêmico do meu programa de Media Training. Durante o treinamento, quando eu esclareço para onde olhar na hora da entrevista de tv, muitos porta-vozes se assustam, porque há muito tempo estavam acostumados a outra prática, talvez por ver outros entrevistados agindo errado sem saber ou por nem pensar no que seria mais lógico e respeitoso.

Infelizmente, até escolas de Jornalismo ensinam errado, já que muitos jornalistas iniciantes permitem e até orientam o entrevistado a olhar pra câmera. Então, está na hora da grande revelação: na hora da entrevista, o correto é olhar para o repórter, o seu único interlocutor naquele momento.

Mas, por que olhar pra câmera não é o certo se tantos entrevistados olham pra lente sem considerar a presença do repórter ou apresentador?

Então, esse é o ponto: quem conversa com alguém desvalorizando sua presença não está se comunicando adequadamente; está apenas querendo falar. E, como comunicação é muito mais do que só falar, é principalmente SE CONECTAR, o olhar direcionado para o lugar certo faz total diferença. Afinal, numa entrevista jornalística o entrevistado não fala para o telespectador e sim para o jornalista.

O telespectador já sabe que aquela conversa não é com ele; ele é apenas um convidado a ouvir/ver a conversa, mas não está interagindo. E, é claro, ele percebe o nível de credibilidade para com o entrevistado se ele mostra confiança ao interagir com o jornalista.

Quando o entrevistado olha pra câmera mostra desconhecimento sobre a dinâmica da entrevista

De dez anos pra cá esse comportamento vem sendo modificado por causa da orientação de repórteres antes de iniciar a gravação, ou pelo aumento da consciência de porta-vozes que perceberam como falta de gentileza deixar o repórter ‘falando sozinho’.

Eu já vivi essa experiência algumas vezes quando atuei como repórter de tv e sempre interrompia a entrevista para orientar corretamente o entrevistado. Alguns, por dificuldade de receber um feedback, não assimilavam a dica e continuavam se expondo de forma inadequada no vídeo numa postura por vezes até arrogante.

APRENDA COM A ESPECIALISTA

Assim como fiz no meu livro sobre Media Training, o Backstage, apresento agora pra você a postura correta diante de um jornalista que representa emissora de televisão. As mesmas orientações valem para o repórter que representa rádio, jornal impresso, revista ou blog, mesmo que ele não tenha uma câmera na mão.

1. Ao atender a equipe de reportagem, posicione-se de frente ao jornalista, como se não houvesse um microfone entre vocês, nem uma câmera por perto. Trata-se de uma conversa que, para transmitir credibilidade, precisa ter ‘olho no olho’. Repare na foto ao lado como a moça olha diretamente para o repórter;

2. O cinegrafista deverá se posicionar o mais próximo possível do repórter para também ficar perto do entrevistado, sem mostrar apenas o perfil dele;

A postura até facilita o desempenho do porta-voz, porque não tem que se preocupar com a presença da câmera.

Entretanto, há exceções:

  • Se o entrevistado quiser incluir o telespectador na conversa, fazendo referência a uma experiência que ele vive ou um convite, deve olhar rapidamente para a lente, falar objetivamente, e voltar o olhar para o repórter.Veja os exemplos:

‘Você que nos assiste sabe que o congestionamento naquele local é muito intenso e por isso estamos iniciando as obras que vão desafogar o fluxo de carros na região’. A partir daí, o entrevistado continua falando e volta a olhar para o repórter.

ou

‘Quero aproveitar a entrevista e convidar você que nos assiste para o evento que acontece no Parque Xis amanhã, às 7 da noite’. Na continuidade da fala, o olhar volta a ser direcionado para o repórter.

Percebeu a estratégia? O olhar para o telespectador se justifica quando ele é incluído na conversa. No restante da conversa, a relação um a um (entrevistado – repórter) tem que ser de respeito e atenção, por isso o ‘olho no olho’ é fundamental.

  • Se durante a entrevista jornalística, o repórter chama o vídeo de alguém na rua (ao vivo ou gravado) com uma pergunta para o entrevistado. Para ser gentil com o participante, o entrevistado se dirige à lente da câmera para responder;
  • Se a gravação é a de um vídeo institucional em que não há a relação com o jornalista e a conversa é diretamente com o telespectador ou internauta.

Agora que você não tem mais dúvidas, é só praticar. Nem se preocupe com a câmera, dirija-se ao jornalista e aproveite a oportunidade para treinar a boa comunicação.

Aurea Regina de Sá

Aurea Regina de Sá é jornalista e coach de comunicação, especializada em Media Training.

Comentar

AUREA REGINA DE SÁ

Jornalista e Coach de Comunicação, especializada em Media Training.

Saiba mais
Aurea na imprensa

Assine meu podcast

Siga-me nas redes sociais!


Alguns clientes